Charutos
 
HOME > ARTIGOS > CHARUTOS E MULHERES
   

Charutos e Mulheres

Tradução: Silvana Siqueira

Quem não percebeu o crescimento do número de mulheres que fumam charutos certamente não estava prestando atenção. Muitas estão abandonando a delicadeza dos cigarros pela robustez dos charutos.

Apesar de essa mudança incomodar algumas pessoas, é uma boa notícia para as mulheres. (Por que só os homens podem se divertir?) Hoje, as mulheres modernas já não admitem os antigos tabus envolvendo os charutos. Nos anos 50 e 60 os homens não puderam impedi-las de conseguir empregos e mostrar seu valor também fora de  casa. Portanto, não espere que agora elas parem de acender um bom cubano. O número de mulheres que fumam charutos ainda representa uma pequena porcentagem do total de fumantes, mas observadores esperam que este número cresça significativamente nos próximos anos.


Por que esta tendência? Talvez seja mais uma conquista do movimento pelos direitos das mulheres ou simples reconhecimento das vantagens que os charutos têm sobre os cigarros, no que se refere à saúde. Pode ser também porque elas gostam do ritual de acender e segurar o charuto. Ou simplesmente porque apreciam o sabor, o aroma ou a facilidade com que se faz amigos quando a experiência de fumar charutos é compartilhada com outras pessoas. Em outras palavras, mulheres gostam de fumar charutos pelas mesmas razões dos homens.
Charutos são muitas vezes comparados aos bons vinhos e à boa comida, pois devem ser apreciados e saboreados lentamente.


A maioria das mulheres opta por charutos suaves. Há quem pense que charutos pequenos são mais leves; porém, são os maiores que têm sabor menos adstringente, pois queimam de maneira mais lenta e suave, enquanto os menores são tendem a queimar de forma mais rápida e quente.

Mulher, quando decidir experimentar seu primeiro charuto lembre-se de que é muito importante saber cortá-lo para possibilitar o fluxo da fumaça, para isso, é interessante seguir as orientações de um fumante mais experiente, pois existem várias diferenças entre os tipos de charutos disponíveis no mercado. Mas isso não deve ser motivo para preocupação, pois aos poucos você irá adquirindo experiência e fará tudo certo.
Na hora de acendê-lo, opte por isqueiro a gás tipo maçarico, pois outros tipos podem alterar o sabor do charuto. Caso venha a utilizar fósforos, prefira os de madeira e espere que a cabeça do palito se queime por completo, permitindo assim a eliminação dos produtos químicos.
Depois disso, é só saborear seu charuto, faça isso de maneira calma e relaxada, afinal as boas coisas da vida foram feitas para serem apreciadas, como aprendeu Fernanda Ayoub:

O meu envolvimento com este universo iniciou durante a faculdade de hotelaria.  Comecei a me aprofundar no assunto e posso dizer que foi amor à primeira vista. E foi assim que o charuto se tornou uma paixão e parte da minha vida.
Confesso que no inicio tive certa dificuldade para entrar nesse mundo tão masculino. Adorava ir a tabacarias, mas me sentia incomodada porque quase sempre era recebida com perguntas como “veio comprar um presente?”, ou então, “é para o seu pai?” e quando respondia com uma negativa, então o vendedor insistia em oferecer charutos mais suaves ou aromatizados, pois “combinavam mais com as mulheres”.

 

Ayoub lembra que Atrizes como Marlene Dietrich, Jodie Foster, Whoopie Goldberg, Demi Moore, Drew Barrymore, Sharon Stone, Linda Evangelista, Nicole Kidman e a cantora brasileira Fafá de Belém também são apaixonadas pela arte das baforadas. Até mesmo Bonnie Parker, da famosa dupla de criminosos americanos Bonnie e Clyde, arrumava tempo entre seus assaltos para degustar um puro.

 


No cinema

Uma das pioneiras atrizes a aparecern fumando num filme foi Leslie Caron, que apareceu em Gigi fumando.  O diretor Vincent Minnelli queria mostrar a mudança de personalidade da moça, que após fumar o charuto tornava-se mais firme em relação aos demais protagonistas do filme. 
Outras atrizes repetiram o feito: Candice Bergen, em O Canhoneiro do Yang-Tsé, Julie Andrews, em Vítor ou Vitória, e Marlene Dietrich,

Candice Bergen

no clássico de Orson Welles, A Marca da Maldade.
Mais recentemente no filme O Clube das Desquitadas, de 1996, as atrizes principais, Bette Midler, Goldie Hawn e Diane Keaton eram vistas constantemente segurando seus charutos. 

 

 

 

 

Fontes:
http://basilico.uol.com.br/?p=410
http://www.cigarsforwomen.com/

 

 
   
 

Onde Comprar Charutos
FAQ's Sobre Charutos
Charutos e Bebidas
Whisky e Charutos
A Arte de Degustar
Bitolas e Tipos
Marcas e Países