CHARUTOS > Cubanos > Quintero

 

Cohiba

Quintero

Fundação: Entre 1924 e 1940 (data imprecisa)
Fábrica: El Rey del Mundo
Procedência do Tabaco: Vuelta Abajo (Pinar del Río)

Quintero y Hno. é uma das poucas marcas de Havanos que não nasceu na capital cubana. 

Para elaborar os seus Havanos selecionavam pessoalmente as melhores colheitas nas vegas da zona de Remedios. Esta é a razão pela qual as habilitações de Quintero sempre proclamaram com orgulho a procedência da marca, Cienfuegos, ao mesmo tempo em que representam a baía da cidade, o mar e o sol.

Charutos de tamanho pequeno (picadura), tanto torcidos à mão quanto mecanizados. Têm capa e uma folha de capote. Os mecanizados são os que estão em celofane. 

Sem lugar a dúvidas, Quintero é um Havano jovem, mas muito competitivo.







Ajude a manter este site, apoie nossos patrocinadores:

 

Veja os charutos desta marca:


Charuto Foto Nota  
Quintero Nacionales
139mm x 17mm

Clique e Veja as Avaliações
7.24
Avalie

Confira as avaliações deste charuto:

  • Jurandir C.
    São Paulo - SP
    É um excepcional charuto, hoje é o meu favorito pelo seu sabor intenso e o longo momento de prazer que ele propicia. Acompanhado por uma cerveja belga trapista ou um bom rum é inesquecível. Nota: 9.300
  • Raymond F.
    São Paulo - SP
    Já havia fumado o Partagas Salomones, mas o Cuaba foi uma experiência excepcional pelo fluxo absolutamente agradável, aroma e retrogosto muito suave. Acompanhei nas duas oportunidades com Gognac Remy Martin. Sempre com Brandy ou Cognac, mas não desconsidero com uma boa cerveja. Nota: 9.600
  • Ed Cleiton O. 
    São Bernardo do Campo - SP
    Pra mim é um charuto que deve ser apreciado com acompanhamentos como um vinho do Porto 10 anos, pois o mesmo tem um gosto inicial forte e retrogosto persistente. Nota: 9.300
Quintero Brevas
140mm x 16mm

Clique e Veja as Avaliações
6.52
Avalie

Confira as avaliações deste charuto:

  • Jackson F.
    Itu - SP
    Um charuto rústico na aparência e simples de sabor. Sem grandes expectativas. Nota: 7.300
  • Cláudio C.
    Santo André - SP
    Uma grata experiência degustativa. Um excelente custo-benefício por um legítimo cubano Nota: 7.300
  • Eider C. da N. Filho
    São Paulo - SP
    O charuto tem seu dia para ser fumado, quando fumei este não era o dia dele, portanto não gostei, ficou-me devendo algo de cubano pelo preço. Nota: 7.600
  • Sergio A. P.
    Pinhais - PR
    Não vale a pena...existem outras opções melhores e até mais baratas. Nota: 4.600
  • Diego D.
    Jaú - SP
    Me agradou , ótimo custo-beneficio se tratando de um cubano. Nota: 8.100
  • Nuno Alves P.
    Curitiba - PR
    Melhor custo/benefício que encontrei, peca um pouco na capa e na consistência, não deixa nada a desejar no restante. Achei um pouco mais mal acabados que os Nacionales. Nota: 6.600
  • Leandro L.
    Brodowski - SP
    Minha primeira degustação, boa experiência pra iniciantes. Nota: 6.800
  • Renato de J.
    Rio de Janeiro - RJ
    Não me agradou. Foi o primeiro exemplar que degustei, porém não tenho expectativa de degustar outro. Estava com problemas na construção, ficando muito preso e consequentemente com queima irregular. O retrogusto não foi muito bom, parecia estar com problemas na fermentação, estando um pouco enjoativo. Não consegui terminar a degustação. Confesso que tive que degustar outro Cubano para "tirar o gosto ruim". Nota: 4.800
  • Marcelo T.
    Porto Alegre - RS
    Um charuto sincero, faz jus à estrutura. O fluxo de queima é um pouco inconstante, mas achei o aroma e retrogusto muito bons pelo valor. O gosto não se altera tanto conforme a queima. Bem harmonizado com um cabernet sauvignon chileno de qualidade. Nota: 6.700
  • Marcio A.
    Capão Bonito - SP
    Me surpreendi com esse cubanito, aspecto da capa é horrível, mas a queima, fluxo e retrogosto foram muito bons. Voltarei a comprar. Nota: 7.200
  • Rodrigo R.
    Petrópolis - RJ
    De cubano só a marca. Queima irregular, fluxo ruim, retrogosto nada agradável...sugiro um bom nacional, vale mais a pena... Nota: 4.700